fbpx

Informações sobre o poema

Poema – O decreto do armamento  (Valdomiro Melo)
” O decreto do armamento sofreu veto no Senado; Só quem pode andar armado é bandido lazarento; E o povo sempre ao relento
sem armas desprotegido, massacrado e oprimido; Exposto até mesmo a morte vivendo a merce da sorte ameaçado por bandido…”

Compartilhe agora na sua rede social

Veja outros quadros do pampa e cerrado

Receitas

Poemas

ver Todos os quadros

Entrevistas

Atrações

Veja outros quadros do pampa e cerrado

Receitas

Poemas

Entrevistas

Todos os quadros

Siga o pampa nas redes sociais