fbpx

Informações sobre o poema

Poema – Conta e Tempo (Frei Antonio das Chagas) por Raul Canal: “Deus pede hoje estrita conta do meu tempo. E eu vou, do meu tempo dar-Lhe conta. Mas como dar, sem tempo, tanta conta. Eu, que gastei, sem conta, tanto tempo?…”

Compartilhe agora na sua rede social

Veja outros quadros do pampa e cerrado

Receitas

Poemas

ver Todos os quadros

Entrevistas

Atrações

Veja outros quadros do pampa e cerrado

Receitas

Poemas

Entrevistas

Todos os quadros

Siga o pampa nas redes sociais